Alessandro Guimarães – Oracle Blog

April 16, 2010

ASM | The 2Tb Bug

Filed under: banco de dados — Tags: , , , , , , , — agleite @ 8:29 pm

Configurando ASM em um cliente me deparei com o seguinte erro:

ORA-15099: disk {name} is larger than maximum size of 2097152 MBs”
Depois de confirmar que estava tudo ok, com o pessoal do storage, consultei o metalink e pow bug 7243305.

O status do bug é : “Closed, Not a Bug” – no entanto a descrição aponta para outro bug : 6453944 (presente na 10.2.0.3,corrigido na 11.2)  e o unico texto visivel na nota é:

RELEASE NOTES: ORA-15196(ASM block corruption) occured, if larger than 2TB disk was part of a diskgroup
REDISCOVERY INFORMATION: If you added larger than 2TB size disk to a diskgroup and saw ORA-15196, then you hit this issue.
WORKAROUND: Not to add larger than 2 TB size disk to a diskgroup

Esse problema pode afetar qualquer plataforma, a minha é AIX 64bits.

Não fica claro o porque do limite de 2 terabytes.

O patch simplesmente não deixa voce adicionar discos maiores que 2Tb (referente as versões10.2.0.4 e 11.1.0.7).

No entanto se voce verificar que já tem diskgroups com LUN’s acima desse limite, voce deve se preparar para tomar ações para resolver este problema

Notas do Metalink relacionadas ao problema:

Metalink Doc ID: 370921.1: ASM – Scalability and Limits
Metalink Doc ID: 736891.1: ORA-15196 WITH ASM DISKS LARGER THAN 2TB

March 17, 2010

Oracle Rdbms Code e o RadioHead

Filed under: banco de dados — Tags: , , , — agleite @ 2:39 pm

Tava brincando com os binarios do oracle e me deparei com isso :
54080832:I’m a creep, I’m a winner, what the hell am I doing here.I don’t belong here – radiohead.

Pra ver a frase o comando é simples : strings oracle | grep radiohead. Teste em Solaris e no Windows.

Apesar da letra não está correta, mostra como alguns caras na oracle tem senso de humor.

Pelo que vi na web…tem alguma coisa a ver com ASM 🙂

March 4, 2010

Oracle | Metodos de Otimização

Filed under: banco de dados — Tags: , , — agleite @ 3:41 pm

Metodos de otimização Oracle através dos tempos.

– Pre-Historia (v5)

  • Debug code

– Idade Media (v6)

  • Counters/Ratios
  • BSTAT/ESTAT
  • SQL*Trace

– Renascença (v7)

  • Instrumentação através de eventos de espera (Wait Events)
  • Saimos de counters para timers
  • STATSPACK

– YAPP (8i) – Otimização de Instance através de estatisticas

  • Não intrusivo, sempre disponivel
  • Escopo Amplo

– Method R (9i) – Otimização de sessões utilizando 10046 SQL traces

  • Escopo Direcionado
  • Bem Seletivo

– DB Time Tuning (10g)

  • Diversos niveis de escopo
  • Infraestrutura pronta: Instrumentação, ASH, AWR, ADDM, EM

É isso, agora é só saber como utilizar estas ferramentas 🙂

October 5, 2009

Oracle | CertView

Filed under: banco de dados — Tags: , , , — agleite @ 5:57 pm

A Oracle esta disponibilizando o site do Oracle Certification Program o CertView,  neste site você pode :

* Revisar suas informações demográficas;
* Revisar seu histórico de certificações;
* Download dos logos ;
* Revisar o seu histórico de exames;
* Mandar suas certificações para consulta de terceiros  por demanda
* Rastrear o seu “success kit”

Precisa ter a conta de single sign-on  e se voce já tem um id Prometric, lembra de atualizar o seu perfil no PersonVue

Finalmente temos um lugar para acessar estas informações de forma fácil e rápida.

September 28, 2009

OFA – Optimal Flexible Architecture | 15 Anos

Filed under: banco de dados — Tags: , , , , — agleite @ 1:14 pm

Aniversário de 15 anos do padrão OFA. Para aqueles que não sabem : OFA é um conjunto de diretrizes de instalação para termos bancos Oracle mais confiáveis, mais rápidos e com menor custo de administração. Cary Millsap fez uma apresentação em 1991 na International Oracle User Week  do documento 513 . Este documento chamado  “Configuring a growing Oracle V6 database for optimal performance.”  é  o marco inicial do que viria a ser conhecido como OFA Standard.

Este documento esta disponivel no site da Method – R, bem aqui: OFA-STANDARD

Engraçado, é que este documento tomou corpo devido situações  digamos bem pitorescas. Por exemplo :

1- Administradores Unix que ficavam apagando arquivos Oracle. Em especial os arquivos das tablespaces temporarias, que imaginem, ficavam localizadas no /tmp.

2 – Sistemas muito lentos, por que a todos os arquivos Oracle estavam armazenados em uma única file system montada em um único disco no diretório $ORACLE_HOME/dbs. Muito embora este ambiente tivesse pelo menos 8 (oito) discos.

Tirando apenas por estes exemplos, tenho calafrios só pensar no que ele encontrava. Arquivos Oracle espalhados por todos os diretorios da maquina sem nenhuma referencia a que instance ou tablespace pertencia.

Fazendo este post me lembrei de um fato ocorrido nos nem tão longe dias do versão 7.3 . Todos voces sabem que em um determinado sistema operacional, há algumas pessoas  que associam a extensão .ora ao processador de texto, o notepad por exemplo.

Temos então o seguinte dialogo :

Pessoa – “Dba sabe aquele aquele arquivo do Oracle o users.ora ?”

Dba (tranquilo, sem imaginar o que vinha pela frente) – “Sei. O que tem ? ”

Pessoa – “Tava olhando ele aqui. Achei que tinha tabelas nele mas só estou vendo um monte de carinhas e simbolos esquisitos”

Dba (um pouco nervoso) – “Como assim tas olhando o users.ora. Olhando COMO ? ”

Pessoa (com um certo desdem) – “Olhando oras …tu usa aquela ferramenta esquista um tal de svr… mgrl – quaquer coisa, eu uso o Notepad”

DBA -…….

Pessoa : “Agora ve…to tentando sair salvando e não consigo..saio sem salvar mesmo ?”

Vou omitir o resto da conversa, por respeito a Bill.

Portanto parabéns OFA e um muito obrigado  ao Sr. Cary Millsap !

September 2, 2009

11g R2 | Factors…Features…Promessas

Filed under: banco de dados — Tags: , , , , — agleite @ 9:01 pm

No 11g Release 2 Overview, algumas promessas  da 11g Release 2 me chamaram a atenção:

• reduce server costs by a factor of 5,
• reduce storage requirements by a factor of 12,
• improve mission critical system performance by a factor of 10,
• increase DBA and Developer productivity by a factor of 2

Aumentar a produtivade do DBA e do Developer por um fator de 2. Dobrar...”yeah rigth”

Imagine você falando  para sua equipe de Dba’s .

– Caros, sabe aquele lance de banco auto-gerenciavel do 10g? Seguinte : o 11g R2 é mais auto-gerenciavel ainda. Você precisa de 50% menos de tempo para gerenciar um db 11g. Alegrem-se. Vocês vão ter mais tempo livre

Neste momento olhando para a equipe me lembro daquela frase famosa: “I sense great fear in you Dba”

Continuando.

O fato é que a combinação de automação de tarefas e  os “inteligentes” mentores (advisors)   dentro do banco vai fazer com que os Dba’s passem menos tempo nas tarefas corriqueiras de administração e possam “gastar” o tempo livre administrando mais bancos.

Por outro lado você também pode pensar que a equipe de Dba’s vai diminuir em 50% 😦

Ah tem também a nova tecnologia de “hybrid columnar compression”. Mas parece que está disponivel apenas para o Exadata Storage Server.Como podemos ver na mensagem de erro abaixo:

ORA-64307: hybrid columnar compression is only supported in tablespaces residing on Exadata storage
Cause: An attempt was made to use hybrid columnar compression on unsupported storage.
Action: Create this table in a tablespace residing on Exadata storage or use a different compression type.

É isso. Boas ou más noticias ?  Como diria mestre oogway..“There is just news. There is no good or bad.”

11g | Release 2

Filed under: banco de dados — Tags: , — agleite @ 11:45 am

Já está disponivel para download o  Oracle Database 11g Release 2 .  Plataformas Linux x86 e x86_64

June 30, 2009

Estrategias para migrar de FS para ASM

Filed under: Uncategorized — Tags: , — agleite @ 1:30 am

* Rman
* Dbms_file_transfer
* Online reconfiguration
* Ftp
* Alter table move.
* Migração gradual com datafiles em FS e ASM

Lembrando que o RMAN, aparecendo como o primeiro da lista, não é mera coincidencia 🙂

Create a free website or blog at WordPress.com.